Valente Reis Pessali Advocacia e Consultoria

Direitos Humanos e Empresas: práticas que valorizam a marca que sua iniciativa quer deixar no mundo!

Quem é responsável pela proteção e promoção dos direitos humanos?

O respeito aos Direitos Humanos é uma responsabilidade dos cidadãos, do Estado e também das empresas brasileiras, responsáveis por parcela considerável dos processos produtivos, de geração de trabalho, renda e tecnologia em nosso país. Apesar disso, nos últimos anos temos testemunhado graves processos de violação de direitos humanos cometidos por empresas.  

As repercussões financeiras das violações de direitos humanos

Quando ocorreu o rompimento da barragem de rejeitos da Samarco, uma sociedade 50% da Vale S.A. e 50% da Anglo-australiana BHP Billiton, em Mariana/MG, as ações ordinárias (ON) da empresa brasileira encerraram o dia com queda de 7,55% na Bolsa de São Paulo, enquanto as PNA caíram 5,70%, arrastando o Ibovespa para uma perda de 2,35%. Em triste episódio semelhante ao anterior, logo após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão, da Vale, em Brumadinho, as ações chegaram a cair 23,21%

O rompimento das barragens é um caso de extrema gravidade e demonstra como as violações de direitos em si e seus desdobramentos em termos de reparação de danos são custosas para a empresa. Também deixa evidente o quão difícil é apagar as repercussões que tais atos têm para a imagem da empresa no presente e no futuro, dificultando seu crescimento, afastando investidores e travando projetos que antes poderiam ter maior aceitação por parte do Poder Público e da sociedade. 

Prevenção e devida diligência 

Cada vez mais o mercado está atento às empresas comprometidas com a proteção do meio ambiente e com a promoção de direitos humanos, tanto nos ambientes internos quanto externos à organização. Práticas de prevenção a violações de direitos humanos no âmbito dos projetos realizados pelas empresas, assim como atenção à devida diligência quando se faz necessário reparar algum dano que porventura venha a ser causado a pessoas ou ao meio ambiente demonstram o compromisso da empresa com a prosperidade econômica respeitando os direitos individuais e coletivos das pessoas e comunidades no entorno das atividades. 

Promoção de Direitos Humanos por empresas

Em uma postura ainda mais garantista, é possível trabalhar a promoção dos direitos humanos a partir de ações internas junto aos colaboradores da empresa, no enfrentamento ao machismo, ao racismo, no respeito à diversidade e na educação coletiva visando erradicar práticas violentas como o assédio sexual ou moral no ambiente de trabalho. 

A realização de workshops, palestras, dinâmicas de grupo e momentos de reflexão são práticas que contribuem para a promoção dos direitos humanos e para a melhoria das relações e do ambiente de trabalho da empresa.

A Valente Reis Pessali Sociedade de Advogados pode ajudar a sua empresa na incorporação de práticas em direitos humanos

Nossos advogados são especialistas em direitos humanos, tendo experiência com a promoção dos direitos das mulheres, o enfrentamento ao racismo, à LGBTfobia, assim como na promoção dos direitos de idosos, crianças e deficientes. 

Oferecemos os seguintes serviços que serão customizados para as necessidades e especificidades do seu negócio, seja ele pequeno ou grande, seja junto a gestores ou colaboradores, visando incorporar na sua organização uma cultura de proteção e promoção aos direitos humanos que impactará a forma como consumidores e investidores vêm a sua marca.

  • Formação em relações de gênero e enfrentamento ao machismo;
  • Formação em relações raciais e enfrentamento ao racismo;
  • Formação em respeito à diversidade e enfrentamento à LGBTfobia;
  • Formação em direitos das crianças, adolescentes, idosos e deficientes em respeito à diversidade;
  • Formação em violências no ambiente de trabalho: assédio moral e sexual;
  • Consultoria em prevenção a violações de direitos humanos;
  • Consultoria em direitos dos povos indígenas, quilombolas, povos e comunidades tradicionais face a grandes empreendimentos;
  • Consultoria em devida diligência em casos de reparação a violações de direitos humanos.

Caso tenha interesse, entre em contato conosco para fazermos um diagnóstico.

Gustavo Marques Pessali - Advogado Sênior e Sócio Fundador

Gustavo Pessali

Advogado sênior sócio fundador

Gustavo Pessali Marques é mestre em Sociologia Jurídica e bacharel em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com formação complementar em Direitos Humanos pela Université de Lille, na França, e na Universidad de Buenos Aires, na Argentina.